segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Eu não me orgulho.

Cansei de ler jornal. É sempre a mesma coisa. Não sei quem matou uma senhora, corrupção na política e em quase tudo que se conhece, estupro, trânsito, poluição, o planeta está morrendo, etc, etc, etc. Pelo jeito um futuro cada vez mais excitante. Emoção não falta nos dias de hoje. Quer coisa mais emocionante do que sair pra comprar leite na padaria e correr o risco de levar um tiro por causa da bala perdida? Adrenalina, coração batendo mais forte, um barulho e poft, lá vai mais um coitado inocente pro cemitério. Ou ficou paralítico. O que é pior, não?
Há anos que o Brasil vem sendo o país do futuro. É, estou vendo. É o país do futuro do tráfico, da violência, do preconceito, da burrice, da ignorância. Aliás, o povo brasileiro sempre foi feito de trouxa. Desde o primeiro filho da puta que veio de Portugal já enganando os babacas brasileiros. Olha, eu tenho um espelho mágico. Quer trocar por alguns ouros que você tenha sobrando e que não queira usar?? E lá ia o babacão trocar, claro. Desde o início o povo brasileiro foi enganado, foi feito de otário. E como sempre, ficou quieto, fingiu que não era com ele. Conclusão, os anos passaram e os índios burros pelados evoluíram para índios burros com roupas. Óóóóótimo.
Eu não sinto orgulho de ser brasileiro, não. Assim como não sentira orgulho de ser cubano ou israelense. Mas, dos males o menos pior... Mas mesmo assim, sei que muitos vão ficar horrorizados e não vão concordar com a minha opinião, mas, foda-se. Acho o Brasil uma merda. Não me orgulho de filas em hospitais, não me orgulho de educação precária, não me orgulho de assassinato por causa de um saco de lixo no muro do vizinho, não me orgulho do jeitinho brasileiro, que aliás, é uma das coisas mais escrotas do mundo. Jeitinho brasileiro é o jeitinho vagabundo, a gambiarra, a coisa mal feita que passa desapercebida. Ai, credo... Imaginar que o Brasil vai pra frente do jeito que está é um sonho longe de se tornar real. Enquanto as pessoas não se manifestarem, enquanto as pessoas não gritarem e começarem a ver que essa putaria na política e em TUDO desse país de merda está acabando com a “ pátria amada”, vamos afundar cada vez mais na própria bosta que construímos dia- a- dia ficando calados.

3 comentários:

Mateus disse...

Discordo com vc no sentido de achar os índios burros. Eles eram inocentes, tinham um savoir vivre diferente dos europeus. Não tinham malícia, ganância. Já em relação ao jeitinho brasileiro, concordo com vc. Trata-se de um câncer para o país, todos querendo levar vantagem. Acho que a única solução do Brasil está na educação para todos, boa educação. Infelizmente nossos governantes não acordaram para isso.

Guuuuuuh disse...

O brasil ta se acabando, por causa da falta de incentivo da população, a vida ta cada vez mais precaria, todos os meus amigos ja foram roubados, uma vez vi da varando do meu ap uma velinha sendo roubada na porta do predio, o segurança do predio entrou pra portaria e não ajudou ela, que brasil é esse que fecha os olhos e ouve calado.

Camilla disse...

EEEEEEEEU concordo com você
achei muito bom o seu texto, eu tbm não me orgulho nada, só de você que cada vez escreve melhooor e melhoor