domingo, 22 de junho de 2008

Culpa do frio do inverno.

Eu não sei por onde começar, nem o que falar, nem sobre o que pensar. Estou meio perdido nesse tempo frio e chuvoso do inverno de São Paulo. Me sentido meio vazio, meio incompleto. Sentindo minha alma sem alma e sem corpo, apenas pele e ossos. Estou precisando de você. Minha vida pede a sua, de todas as maneiras possíveis. Eu preciso que você me ame, me queria, me devore e me faça em pedaços. Eu preciso que você me odeie. Preciso que você sinta alguma coisa por mim, nem que seja vontade de vomitar em mim, de me bater, me deixa no chão, me ofender. Faça comigo o que você quiser, o que bem entender. Eu sou seu, quero ser seu pro que você quiser e precisar. Só não finja que eu não existo, não ignore minha voz que berra por você. Não faça de conta que eu só fui,fui, fui... E que cada vez fico mais longe. Será que você ainda não percebeu que eu só preciso chegar perto de você, te ver de longe e ter certeza que você está bem? Eu só quero poder continuar acreditando em tudo o que passou, em tudo que você me disse e ter a certeza de que os seus dias são bem melhores do que os meus, de que sua vida vai muito melhor do que a minha e que, pelo menos, você sinta uma ponta de saudades. Só uma pontinha, inferno. Não é pedir muito. Só não me deixe por aí, num canto qualquer de você, porque você, até hoje, preenche toda a minha vida.

3 comentários:

Anônimo disse...

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida e tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência

Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para...

Camilla disse...

Ai.. estou sem palavras.. que lindo isso.. tirando a parte de vomitar..
ai ja é demais...
love ya

eros disse...

aeeeee

mando muito bem,precisa fazer um livro com tudo oq tem aqui

vou querer um com dedicatória
ahaha adorooooo

mto sucesso,adorooo!!!
=*